Menu fechado

S3 03 – Preparando seu ambiente para trabalhar com AWS

Este tutorial é parte integrante do vídeo Tutorial S3 Básico publicado no canal Um Inventor Qualquer no YouTube.

Neste tutorial vamos entender as características básicas do Simple Storage Serve (S3), configurar um bucket e executar algumas ações como upload, download e permissões de objetos.

Você também pode encontrar esse tutorial e os códigos usados aqui no nosso repositório do GitHub:
https://github.com/UmInventorQualquer/tutorial-s3-basico

Este tutorial está dividido em etapas que devem ser executadas na sequência disposta abaixo. Caso algo não funcione como esperado, volte, e refaça as etapas anteriores.

  1. Criando um Bucket no AWS S3
  2. Criando as permissões do IAM para seu bucket no AWS S3
  3. Preparando seu ambiente
  4. Acessando a API do S3 via command-line
  5. Acessando a API da AWS através do AWS-SDK com Node JS

Após criar seu bucket no S3 e criar as permissões no IAM é hora de preparar seu ambiente para rodar os scripts de teste.

AWS-CLI

Alguns dos exemplos e testes deste tutorial incluem comandos executados no terminal/shell/prompt e é diferente dependendo do sistema operacional que está executando. Recomendo fortemente que utilize o Docker para executar um container Linux e executar estes testes, assim você mantém o sistema operacional base da sua máquina limpo.

Caso prefira, você pode rodar um container com o AWS Linux.

Baixe e instale o AWS-CLI compatível com o sistema operacional que você escolheu para rodar os testes.

Após a instalação você pode rodar o aws configure e inserir os dados iniciais de acesso.

Autenticação

Para enviar requisições à API da AWS você precisa autenticar utilizando as credenciais criadas na etapa do IAM.

Na instância onde irá executar os testes, após instalar o AWS-CLI, você deve criar/editar o arquivo ~/.aws/credentials e inserir as seguintes linhas:

[tutorials3]
aws_access_key_id = <YOUR_ACCESS_KEY_ID>
aws_secret_access_key = <YOUR_SECRET_ACCESS_KEY>

O parâmetro [tutorials3] representa um profile específico, se você executou o aws configure na etapa anterior, você verá no seu arquivo de credenciais um item [default] que será usando sempre que nenhum profile é especificado em seu código, porém o uso de profiles permite inserir diversas credenciais em uma única máquina sem criar conflitos.

Este é um exemplo de uso de credenciais sem profile:

import { S3Client } from "@aws-sdk/client-s3";
const config = {
    region: 'us-east-1'
};
const s3Client = new S3Client(config);

Este é um exemplo utilizando o profile tutorials3:

import { S3Client } from "@aws-sdk/client-s3";
const config = {
    region: 'us-east-1',
    credentials: fromIni({profile: 'tutorials3'})
};
const s3Client = new S3Client(config);

Você ainda pode utilizar variáveis de ambiente padrão do sistema passando as credenciais através do código:

import { S3Client } from "@aws-sdk/client-s3";
const config = {
    region: 'us-east-1',
    credentials: {
        accessKeyId: process.env.AWS_ACCESS_KEY,
        secretAccessKey: process.env.AWS_SECRET_ACCESS
    }
};
const s3Client = new S3Client(config);

ATENÇÃO: É absolutamente NÃO RECOMENDÁVEL que você utilize o modelo acima para passar as credenciais diretamente dentro do seu código.

Para saber mais sobre sobre os diversos modos de autenticação da AWS acesse a documentação da AWS.

Siga-nos:
YouTube
YouTube
LinkedIn
Share
Instagram
Telegram
WhatsApp